sábado, 19 de setembro de 2009

Muito sol demais

Se ela levantar da cama hoje, abrir a porta e colocar os pés na rua será engolida pelo sol. Sentir, só, é pouco. Dá até para ver o calor que está lá fora, o calor saindo das coisas, das flores murchas, do asfalto, dos telhados, dos capôs dos carros. Eita calor...